A alimentação é um dos fatores muito importantes para mantermos a saúde em perfeitas condições, assim tendo dietas e cardápios que colaboram para uma melhor qualidade de vida. Para todos os interessados em conferir mais informações sobre a alimentação macrobiótica e saber o que é ou como se baseia esta dieta acompanhe a seguir.

O significado da palavra macrobiótica é grande vida e esta tem fundamento na teoria yin yang, procurando o equilíbrio entre os alimentos proporcionando mais benefícios à saúde.

Os alimentos neutros que têm um bom equilíbrio são os cereais, legumes e as sementes. Sendo assim, para quem aderir à alimentação macrobiótica deverá buscar ingerir mais os alimentos neutros e eliminar pouco a pouco os alimentos yin e yang.

 

 

Alimentos yin: álcool, açúcar, mel, café, chá, ervas aromáticas, óleo, azeite, gorduras sólidas, vinagre, frutas secas, sumos de legumes.

Alimentos yang: carnes vermelhas, queijos, ovos, sal.

Estes alimentos yin yang devem ser inicialmente eliminados do cardápio das pessoas que seguirem a alimentação macrobiótica .

Porém, há também os alimentos intermediário yin e intermediários yang que são eliminados gradualmente de seus hábitos alimentares, dando preferência aos alimentos neutros.

Alimentos intermediários yin: frutas frescas, cogumelos, iogurte, leguminosas, algas, folhas verdes, frutos secos e kefir.

Alimentos intermediários yang: carnes brancas, queijos, leite e nata, peixes e frutos do mar.

Esta alimentação não é muito incentivada devido à deficiência de nutrientes, poucas pessoas conseguem eliminar totalmente os alimentos yin yang, não sendo recomendado. Porém a redução desses alimentos pode ser positiva para quem busca uma alimentação saudável como a diminuição do consumo de carne vermelha, gorduras, sal, açúcar e outros que em excesso prejudicam a saúde. É importante consultar um nutricionista antes de iniciar a alimentação macrobiótica.